Viagens: Como Economizar com Transporte Terrestre

Eu já escrevi sobre como economizar com voos em outra seção. Nesta página a ideia é dar dicas de como economizar com transporte DURANTE a sua viagem, basicamente usando transporte público.

Essa informação é muito importante, pois se você é mochileiro e está viajando a baixo custo, usar transporte público é essencial para a economia geral da viagem e poder usar esse dinheiro extra com as atividades que realmente te interessam durante a viagem. Para se ter uma ideia, a economia entre  usar transporte privado ou táxi e transporte público chega a, em média, 95%!! Isso é MUITO dinheiro!! Essa economia vai te permitir ter uma viagem muito mais longa e divertida.

Sem querer ser repetitivo mas quando não se havia internet para obter informação sobre ônibus, trens ou navio você tinha que achar um telefone nas páginas amarelas e ligar ou ir pessoalmente até o balcão de compras e perguntar. Isso mudou muito, principalmente em países desenvolvidos, onde com um clique você pode comparar todas as opções de transporte possíveis, vendo os melhores preços, horários, durações e conexões.

Trem GuanAs páginas de internet mais óbvias para procurar são as do próprio sistema de transporte da cidade.

Simplesmente Google “nome da cidade bus”, algo como “São Paulo bus”, e uma das primeiras opções será a página com a informação oficial.

A única coisa que não mudou desde a idade da pedra até hoje é que, em muitos casos, simplesmente perguntar pode ser a forma mais fácil e rápida de se obter informação sobre transporte. Isso é mais verdadeiro em países menos desenvolvidos onde a informação sobre transporte público ainda não esta disponível na internet…..e acreditem… ainda existem vários assim.

Infelizmente, em muitos países em desenvolvimento, você vai se econtrar sem ter informação na internet sobre o transporte público. Nesse caso, você terá que fazer uso da forma mais simples de se obter informação sobre transporte público…perguntando na rua.

 

E perguntar para quem sobre transporte??

 

Para todo mundo!!

  • Centros de informação;
  • Para a recepção do albergue;
  • Para o seu amigo que está te recebendo pelo Couchsurfing;
  • Para o povo na rua!! Já houve um monte de vezes que eu queria ir a um lugar e no ponto de ônibus mesmo eu perguntei para a galera como chegar a tal destino. O dito popular “quem tem boca vai a Roma” nunca foi tão verdadeiro quanto para viajantes.

 

DICA: Sempre pergunte para mais de uma pessoa para tirar a prova. Quando obtiver duas respostas iguais você vai na deles. Muitas vezes, sem má fé, o pessoal quer te ajudar mas não sabe onde é o lugar que você perguntou e te manda para o outro lado. Então eu pergunto para uma primeira pessoa. Se a resposta é X, eu pergunto a uma segunda pessoa. Se a resposta for X também, beleza. Se for Y, eu pergunto a uma terceira ou quarta pessoa até darem dois Xs ou dois Ys ou qualquer informação duas vezes igual. Esse método já me salvou a pele VÁRIAS vezes, inclusive quando você simplesmente pergunta como chegar a tal rua andando.

Quer dizer que eu nunca me perco?? Ao contrário, SEMPRE me perco. A não ser que você tenha um excelente sendo de direção. Não tem como ir para uma cidade nova em um país que você nunca esteve, com uma língua que você não fala e com placas escritas em Cirílico, Árabe ou algum outro alfabeto alienígena e não se perder. O importante é que sempre que eu tenho alguma dúvida de onde estou eu não hesito nem um minuto em começar a perguntar ao povo, e com essas táticas eu SEMPRE me encontro.

Detalhe, é sempre melhor perguntar a jovens do sexo feminino. Melhor chance de obter uma boa resposta. 

Em lugares onde o Português ou Inglês não são muito falados, eu recomendo duas coisas que farão a sua vida mais fácil quando você estiver pedindo infomação aos locais. Primeiro, é ter um mapa em mãos com você e simplesmente apontar no mapa qual é o seu destino. O segundo e ter o nome do local escrito em um pedaço de papel na língua local ou no alfabeto local. Minha namorada estava uma vez viajando na Ucrânia e por ter muita gente que não falava Inglês por lá nas cidades menores, ela teve que escrever o nome do destino dela em Cirílico para que eles a entendessem. Assim ela conseguiu achar o ônibus certo graças à esse pedacinho de papel. 

Ukraine Schegyni

 

Você adivinharia que nessa placa se diz “Lviv-Schegyni”?

 

Em quais etapas da viagem você consegue economizar com transporte??

 

São basicamente 3,  vamos ver casa uma delas.

 

Do aeroporto, terminal ferroviário, terminal de ônibus ou porto até sua acomodação

 

Quando você chega a alguns desses pontos de transporte, normalmente sempre há um posto de informação que pode te ajudar a chegar a certo endereço. Para isso é bom que você tenha o endereço marcado em algum lugar ou tenha tirado uma foto da tela do seu destino com o endereço nela para mostrar ao agente de informações. Obter um mapa da região também é uma das minhas primeiras tarefas em um lugar novo. Para saber mais sobre o que normalmente pergunto, verifique a minha página o que fazer durante a sua viagem.

Outra opção é verificar o site do aeroporto, ferroviária, porto, etc…procurando na área “de e para” ou “como chegar”. Para aeroportos, coloque o nome do aeroporto no Google e no site oficial deles busque “transporte terrestre”. Eles provavelmente te darão várias opções, da mais confortável-e cara- à mais econômica.

Especialmente em relação à aeroportos, eu recomendo que você pesquisa e descubra antes como chegar ao centro. Porque um problema que acontece muito, principalmente em aeroportos, é que o pessoal que dá informação vai tentar te empurrar algum transporte privado mais caro ou mesmo táxi dizendo que essas são as únicas opções disponívies. Isso acontece constantemente na maioria dos aeroportos do mundo.

Para evitar essa “armadilha” eu tenho dois truques:

  • Pergunte qual a forma mais barata para chegar a tal lugar. Se ele insistir que só tem van privada ou táxi, pergunte a ele (a) como ele (a) veio trabalhar no aeroporto. Com certeza ele (a) não vai trabalhar de van todos os dias. Provavelmente usou transporte público ou usou o próprio carro. Ótimo. Então é só pedir para ele (a) como fazer para usar esse mesmo transporte público;
  • Caso o agente ainda se negue a dizer como usar o transporte público, pergunte a qualquer outro funcionário do aeroporto (atendente do café, rapaz da limpeza..qualquer um) como eles vão trabalhar todos os dias.  Funciona em 99% das vezes porque em quase todo aeroporto do mundo há funcionários que usam transporte público para ir trabalhar. Talvez não seja a forma mais cômoda, talvez você tenha que andar algumas quadras fora do aeroporto. Mas digo por experiência própria…SEMPRE há transporte público por perto. Lima tem, cidade do Panamá tem, Miami tem, Vancouver tem, Buenos Aires via Ezeiza tem, cidades na Europa então praticamente todas têm.

Viagens: Como Economizar com TransportePara dizer a verdade, o único aeroporto que eu não encontrei nenhuma opção que não fosse van ou táxi foi o de Ushuaia na Argentina….e de pirraça eu andei por uma hora do aeroporto até o meu albergue….valeu pela economia e pelas belas paisagens do caminho (a dor nas costas pela babaquice não conta).

Se você está ficando em um albergue e fez a reserva usando um dos dois sites que eu recomendei (Hostelbookers ou Hostelworld), o próprio albergue explica em sua página como chegar a ele, não importa como você chegou à região. É só ir à área de “mapa e direções” que estará tudo explicado como no exemplo abaixo.

 

Viagens: Como Economizar com TransporteO albergue dá as direções detalhadamente.

Trans 1

Depois de verificar essa informação você pode copiar em algum lugar. Pessoalmente eu gosto de tirar fotos, tanto do mapa como da informação “direções”. Tirando a foto do mapa, fica parecendo que sua máquina fotográfica virou um GPS. Obviamente se você tem um smartphone e não se importa em usar o 3G no exterior, você poderá usar o GPS via internet. Mas como é muito difícil achar alguém que não viaje com uma câmera digital, essa tática serve para todo mundo. Se você não consegue ler devido às letras pequenas, é só dar um zoom na foto que se consegue ver tudo.Viagens: Como Economizar com Transporte

Isso sempre funciona muito bem. A maioria dos albergues vai te dar várias opções de como chegar ao endereço deles. Da mais barata, que normalmente é ônibus ou metrô até as mais caras, no caso táxi. Essa informação também pode ser encontrada no próprio site do albergue. 

Viagens: Como Economizar com TransporteSe o albergue não dá muita informação você pode pegar o endereço e colocar no Google map e tirar foto do mapa. Ligar para o albergue seria umas das primeiras opções, mas pode acontecer (raro) de ninguém falar inglês ou outra língua que você conheça fora o custo da ligação internacional. Nesse caso verifique a minha página de como economizar com ligações internacionais. Se isso não funcionar vai valer a sua competência em buscar informações na internet ou nos centros de informações quando você chegar na cidade e ter a cara de pau de ficar perguntando para todo mundo na rua até chegar ao albergue.

 

Da sua acomodação às atividades e pontos turísticos que você quer visitar

 

Uma vez que você já tenha chegado à sua acomodação, tudo fica mais fácil. Como eu já mencionei, as recepções de albergues são verdadeiras fontes de informação turística, principalmente se você não tem muito conhecimento sobre o lugar que está visitando. Para saber como utilizar a recepção do albergue como fonte de informação de atividades e sobre transporte público, dê uma olhada na minha página que atividades fazer durante a viagem.

Se o recepcionista do albergue ou seu anfitrião não forem de muita ajuda, faça como nos itens anteriores e procure pelo centro de informações local. Na falta de um, saia perguntando na rua e faça um esforço para enteder os gestos com os braços que o local estará fazendo para te explicar. Em geral os locais gostam de turistas….com algumas exceções como Paris… 

Se você está fazendo Couchsurfing, seu anfitrião também deve saber muito sobre onde ele mora.

 

Economizando no transporte entre as cidades

 

Há sempre muitas opções de transporte entre cidades com diferentes tempos de percurso, níveis de conforto e preços. Obviamente isso vai de cada pessoa definir o melhor custo benefício dependendo de quanto você está disposto a gastar e quanto tempo você tem para fazer a usa viagem.

Ônibus El SalvadorComo um bom mochileiro, eu vou partir do princípio que tempo não é um problema mas sim o quanto vai te doer no bolso para chegar a tal lugar. Sobre voos eu falo mais na minha página como economizar na compra de passagens aéreas.

Obviamente a nossa primeira opção em termos de custo:

 

Pedir carona

 

Para falar a verdade eu não posso falar muito dessa opção. Isso porque eu não a uso muito. Gosto de planejar a minha viagem com antecedência e ficar dependendo de pedir carona na estrada acaba bagunçando esse planejamento, pois você nunca sabe quanto tempo vai demorar para ter êxito. Sendo assim, se você tiver uma acomodação reservada e não conseguir chegar ao local à tempo…perde a grana. Ficar dependendo de carona também pode te fazer perder atrações como uma visita a alguns lugares de Machu Picchu (devido ao número limitado de tickets). Então atenção em ficar dependendo de carona. 

Apesar de ser muito comum em alguns países, principalmente da Europa, existem alguns outros países onde pedir carona seria muito perigoso ou literalmente ilegal, como em alguns Estados americanos.

Além do mais, sendo eu um espécime do sexo masculino, podem dizer o que for mas é muito mais difícil para um homem conseguir carona do que uma mulher….mas provavelmente bem mais seguro também.

Não significa que eu nunca tenha pedido carona. É um recurso que uso muito para chegar da cidade onde estou até estações de esqui. Isso porque estações de esqui são consideradas lugares caros para ir e, muitas vezes, ficam isolados no meio da montanha. Assim sendo, transporte público para chegar a eles pode ser uma raridade. Eu mesmo já trabalhei como instrutor de esqui em uma estação de inverno que não tinha transporte público para a cidade mais próxima onde os funcionários moravam. Então todo dia eu tinha que arranjar um amigo para me dar uma carona e em troca ajudá-lo com a gasolina.Viagens: Como Economizar com Transporte

Outras vezes eu pedi carona quando não tinha nenhuma outra alternativa de transporte. Uma vez eu literalmente cruzei a fronteira da Eslováquia com a Polônia a pé, pois o ônibus Eslovaco só me deixava até a fronteira e o Polonês não apareceu. Dei sorte de passar um anjo salvador dirigindo no meio das montanhas quando já estava escurecendo.

Outra opção é quando mesmo o transporte público é muito caro como na Noruega ou na Suíça. Nesses países não é raro uma pequena viagem de 10 minutos de ônibus custar uns 5 dólares. Aí se eu estou em uma estrada eu peço carona mesmo e normalmente funciona bem.

Mas se mesmo assim você ainda queira viajar pegando carona há sempre dicas de melhores práticas. Como por exemplo, ter um cartaz com o nome do lugar que você quer ir ou pedir carona em postos de gasolina para os motoristas que estão abastecendo.

Uma boa fonte de informação sobre caronas e que indica até os melhores locais para se pedir carona em estradas específicas é o http://hitchwiki.org/ . Desculpem, ainda não há em português mas dá para se virar no Espanhol.

Pedir carona é realmente uma alternativa a se considerar. Já conheci uma menina polonesa que viajou quase toda a Europa pedindo carona!! E que o pessoal da faculdade dela fazia competição por grupos para ver qual time chegaria primeiro à determinada cidade (em outro país) só pedindo carona.

Em geral, carona pode ser bem viável se você tem os espirito aventureiro e o tempo disponível.

 

Pedir informação no albergue, rua ou direto no terminal para usar transporte local

 

No albergue é sempre mais fácil. Provavelmente esse trajeto que você quer fazer já foi feito por um monte de outros mochileiros. Então o cara que trabalha no albergue já tem na ponta da língua toda informação que você precisa saber para executar essa viagem. Onde tomar o ônibus ou trem e como chegar à estação. Preço, quanto tempo demora, que horas você vai chegar lá, etc…E como é um albergue ele, provavelmente, vai te dar a opção mais barata.

Mesmo assim o pessoal do albergue ainda pode achar que você é da nova safra de mochileiros, estilo Samsonite, que quer fazer mochilão de luxo e vai te indicar transporte para “mochileiros”. Nada contra, mas a ideia aqui é economizar e mochileiro mesmo não usa transporte para “mochileiros”, usa o transporte que a população local usa. Minha namorada sempre diz: “Se você quer saber se realmente está viajando na opção mais barata que existe é só olhar ao seu lado para as pessoas que estão no mesmo transporte que você. Se a maioria do pessoal viajando for da população local e mais humilde, é porque provavelmente não existe nenhuma outra opção mais carniça do que essa”.

Pode se utilizar como exemplo os ônibus intermunicipais no Peru. A maioria dos gringos mochileiros pegam a famosa “Cruz del Sur”, que seria algo com a primeira classe da Etihad ou Qatar Airways dos ônibus do Peru. Conforto absoluto com comida quente e boa, tela individual de entretenimento, fone de ouvido para levar para casa e tudo mais. Digo isso porque uma vez, eu e a minha namorada encontramos uma super promoção na internet e conseguimos viajar de Cruz del Sur. Só que normalmente, é o olho da cara!! O trajeto Cuzco – Lima chega a ser uns 5 vezes mais caro que o ônibus mais barato. E pode ter certeza que quase todo mundo que usa o mais barato é peruano…..além do mané aqui….

Lava de volcano Guatemala

Para saber qual é a opção realmente mais barata entre duas localidades valha-se do recurso de perguntar à população na rua ou ir diretamente à estação de trem e ônibus e sair perguntando de empresa em empresa, até porque se elas forem muito simples não terão nem site de internet. Só cuidado para eles não tentarem te cobrar mais por você ser extrangeiro. 

Algumas das exceções que eu vi foram na Tailândia ou Bali, por exemplo. Nesses lugares tem tanto mochileiro por metro quadrado que existem várias “agências” de turismo pela rua oferecendo pacotes para atividades e transporte para lugares conhecidos. Eu achei de uma organização incrível. Eles te colocam um adesivo na camiseta e vão te levando até a estação de ônibus, de lá um cara vê o adesivo e te coloca no ônibus certo que vai para um Hub (espécie de centro de distribuição de transporte) onde você vai encontrar outros mochileiros que vieram de outras localidades e de lá, de acordo com o adesivo na camiseta de cada um, serão direcionados para outros ônibus ou barcos ou vans….impressionante a logística!!

 

A boa e confiável internet

 

Se você está em um país mais desenvolvido toda essa informação vai estar na internet. Nos Estados Unidos, por exemplo, você pode visitar páginas como Greyhound para ônibus ou Amtrak para trens e no Reino Unido e Europa Continental Megabus e Eurolines para ônibus ou Bahn para trens e você terá toda a informação que precisa como cidades atendidas e horários de partida. Você poderá também comprar as passagens diretamente nos sites descritos acima, uma vez que são a opção mais prática, direta e barata. 

Uma forma de obter informação sobre basicamente tudo na vida é pergunta ao Google!! Basta perguntar- melhor em inglês- “como se chegar de X a Y”. O Google vai mostrar vários sites que têm essa resposta. Entre eles os mais comuns são os fóruns do Tripadvisor e  Lonelyplanet onde  pessoas fazem perguntas diversas sobre viagens e membros, querendo ajudar, respondem a essas perguntas. Nesses dois sites você também pode reservar acomodação e comprar guias de viagem

Outros resultados da busca são sites e blogs de viagem como este aqui que te dão dicas de como chegar de um lugar ao outro de uma forma mais fácil e econômica. Verifique em minha área de blog a categoria caminhos alternativos com posts sobre itinerários específicos e de desafío pelo valor mais baixo possível.

 

ATENÇÃO: Se você está viajando em temporada baixa, média ou alta temporada em uma região não muito turística, você não precisará reservar o seu lugar no ônibus ou trem com antecedência pois provavelmente eles não estarão lotados. Isso é bom porque se você decidir mudar alguma coisa no seu itinerário não precisará mudar a passagem e pagar multa por isso.

Agora, se você estiver viajando na temporada alta em uma região muito turística é bom você fazer as reservas de ônibus e trem com a maior antecedência possível para não correr o risco de ter que dormir no terminal porque não havia mais passagens. Já aconteceu comigo e não é nada agradável. Também, muitas vezes isso funciona como passagens aéreas onde é mais barato comprar a passagem pela internet do que no balcão….e nunca deixa para última hora!! 

 

Passes de ônibus

 

Há também espécie de “pacotes” ou passes de transporte onde você pode pagar um determinado valor por um número X de viagens em determinado território por certo tempo. Esses pacotes, em geral, saem muito mais barato do que se você tivesse comprado as passagens para cada trecho individualmente.Viagens: Como Economizar com Transporte

Um bom exemplo é o Greyhound da Austrália que te dá várias opções de passes. Eu pessoalmente fiz um desses em uma das rotas mais clássicas do mundo para mochileiros. De Cairns, Norte da costa Leste australiana até Sydney mais ao Sul da costa Leste. Com uma só passagem eu podia parar quantas vezes eu quisesse durante o percurso e dormir por lá. Foi a forma mais econômica e conveniente de fazer esse percurso, mesmo tendo feito mais ou menos a mesma viagem umas 3 outras vezes por diferentes motivos.

Viagens: Como Economizar com TransporteAs imagens acima mostram o percurso que eu fiz mas parando somente em alguns desses locais. Mais abaixo a promoção em si e outras opções de rotas possíveis. Desculpem, não há em português…qualquer coisa mete um Google translator: http://translate.google.com.br/

Para verificar se algo assim existe no país ou região que você está, vá aos principais sites de transporte terrestre nacional ou internacional e procure por passes “pass” em inglês ou “packages” também.

Mas o mais famoso de todos, sem dúvida, são os passes de trem pela Europa. Atualmente existem várias companhias que oferecem esses passes.

Você pode encontrar passes de todo tipo, por país ou por 2, 3, 5, 20 países juntos. Toda a Europa. Passes de uma semana, um mês, um ano. Passes que você só pode utilizar 2, 3, 4, 15 vezes ou ilimitados. As possibilidades são imensas. Tudo vai depender da sua viagem, seu itinerário e o seu bolso. Eu aconselho a gastar um bom tempo pesquisando e comparando todas as opções antes de sair comprando. Por experiência própria posso dizes que nem sempre comprar passes de trem na Europa é mais vantajoso do que comprar os tickets individualmente, ou até mesmo usar ônibus (inclusive na Europa). Você também terá que entrar nos sites das companhias de trem de cada país para verificar os preços, somar tudo e comparar as opções. Uma boa planilha de Excel para se organizar ajuda muito.

 

E como faço para adquirir esses passes de trem pela Europa como Interrail, Railpass, Europass, Eurail ou RailEurope?? 

 

Bom, você pode comprar direto em algumas das grandes estações de trem da Europa. O ideal é que você já tenha pesquisado antes e já saiba o que está comprando. Ou talvez comprar pela internet e na maioria dos casos os tickets serão enviados, via correio, para a sua casa antes da viagem.

Esteja muito atento às regras, adicionais como reserva de assento obrigatória e outros possíveis custos extras que podem passar despercebidos.

Os sites que eu normalmente uso para pesquisar e comprar passes de trem na Europa é o RailEurope e o InterRail, por serem os maiores e mais completos:

 

RailEurope (Canada, México e Estados Unidos): http://www.raileurope.com/ só encontrei em Inglês e Espanhol.

RailEurope (Mundo): http://www.raileurope-world.com/  e selecione o seu país no direito acima.

InterRail: http://myinterrail.co.uk só encontrei em Inglês.

Mas você pode pesquisar nesses outros sites também:

Eurail: http://pt.eurail.com/

Railpass: http://www.railpass.com/ só encontrei em Inglês.

E para trem nos Estados Unidos assim como passes:

Amtrak: http://espanol.amtrak.com/amtrak/enes/24/_www_amtrak_com/rail-passes só encontrei em Inglês e Espanhol.

 

Para sabe mais sobre viagens de trem em geral, dê uma olhada no meu artigo sobre as 10 mais fantásticas viagens de trem no mundo

 

 

Aluguel de carros

 

Em várias ocasiões aluguel de carros pode ser a melhor alternativa:

  • Para uma rota panorâmica onde você quer parar diversas vezes durante o percurso para tirar fotos, visitar diferentes regiões no seu timing, parando para relaxar e curtir o visual. Nesse caso alugar um carro é a melhor alternativa. Eu fiz uma viagem rodando toda a ilha Sul da Nova Zelândia com um carro alugado e foi perfeito pois havia lugares incríveis que só se chegava de carro particular;
  • Rotas clássicas panorâmicas. Você TEM que fazer essas rotas de carro, se possível com amigos e ou parceiros, em uma típica Road Trip (viagem de estrada). Alguns exemplos: 
  • BR-101 que vai do Rio Grande do Sul até o Rio Grande do Norte;
  • Rota 66 que atravessa os Estados Unidos de Leste a Oeste;

Viagem de Carro Nova Zelândia

  • Great Ocean Road no litoral Sul da Austrália;
  • Highway One que cobre de Norte a Sul a costa Leste Americana;
  • A própria costa Leste Australiana;
  • As Ilhas Norte e Sul da Nova Zelândia;
  • A Garden Route no Sudeste da África do Sul;
  • As diversas estradas Europeias à margem do Mar Mediterrâneo;
  • Basicamente qualquer outra estrada onde dirigir por ela seja parte das atrações do local.

 

  •  Se você está viajando nos Estados Unidos. Com exceção da região Nordeste, transporte público nos EUA é um lixo!! Tem muito pouco e o que tem é ruim. Os EUA do século 20 foram projetados para carros, ou seja, estradas para todos os lados e ruas largas nas cidades. Nesse caso, além usar carro ser uma necessidade, nos EUA pode-se alugar carros por preços muito baixos se você não for muito encanado com o tipo de carro e com uma locadora específica.

 

Quando quero alugar carros no mundo, mas principalmente nos Estados Unidos, eu sempre uso o Priceline Melhor site de pesquisa de passagens Priceline(http://priceline.com/). Isso porque ele me deixa dizer qual o preço que eu quero pagar por aquele carro!! Eles chamam isso the: “Name Your Own Price”. 

Priceline é o mesmo site que uso para conseguir hotéis mais baratos pelo mundo e voos com preço reduzido devido a sua funcionalidade única. Funciona assim:

  1. Você faz a cotação normal como se quisesse alugar um carro, por exemplo, para pegar no aeroporto de Miami por 2 dias;
  2. Imaginemos que o resultado mais baixo deu 30 dólares por dia. Ao invés de pagar os 30 dólares, você decide que só quer pagar 25 dólares;
  3. O site vai testar a sua oferta, dando certo ele aceita o valor ou se ele achar que é muito pouco ele vai recusar a oferta e você terá que esperar 24 horas para tentar novamente por um outro preço mais alto.
  • O problema de se poder fazer uma oferta por preço mais baixo é que você não poderá escolher a locadora. Somente poderá escolher o tipo do veículo (econômico, sedan, médio, van etc..)
  • Outra questão é que para fazer a oferta com preço mais baixo você terá que colocar os dados do seu cartão de crédito e se sua oferta for aceita o seu cartão será debitado na hora. Ou seja, não tem como mudar ou cancelar a reserva, senão você perderá a grana.
  • Eu já usei muito esse método até porque locadora de carro para mim é tudo igual e eu sempre escolho o modelo mais econômico, então, seja lá o que vier não vai ter erro. Mas pode ter certeza, se você colocar “Pick up”, virá uma “Pick up”, só não se sabe de que locadora e que modelo específico. E você pegará o carro exatamente no local designado, normalmente.

 

Já aluguei carro a 12 dólares por dia em Nashville!! E no Priceline você também pode fazer o mesmo esquema com hotéis e passagens aéreas, ou seja, você diz o quanto quer pagar por um hotel 3 estrelas em determinada cidade ou região e a Priceline pode aceitar ou não. Eu explico melhor na minha página Como escolher a acomodação certa e 17 dicas para encontrar a melhor passagem aérea

Desculpe, o site só há em Inglês: http://www.priceline.com/

No exemplo abaixo eu mostro a página com o resultado da cotação de aluguel de carro no aeroporto de Miami por 2 dias. 

Viagens: Como Economizar com Transporte

Quando o transporte em si é parte do atrativo

 

E por final, tudo isso que eu disse sobre como economizar em transporte não se aplica muito caso o transporte em si faça parte do atrativo da viagem. Eu já expliquei um pouco sobre isso na parte de aluguel de carro mas vale muito também para as famosas viagens de trem. Eu já fiz uma ou outra dessas viagens e posso dizer que vale à pena e muitas vezes nem são muito caras. Exemplos de viagens de trem imperdíveis:

  • Orient Express – Trem extremamente luxuoso que cruza a Europa;

Mais informações: http://www.orient-expresshotels.com.br/web/orex_pt/home.jsp?hll=1 

  • Maharaja’s Express – Também muito luxuoso, passando por algumas cidades indianas;

Mais informações: http://www.themaharajasexpressindia.com/  só em Inglês. 

  • Glacier Express – Cruza os Alpes Suíços de Leste a Oeste, começando e terminando em duas das mais famosas estações de esqui do mundo, St. Moritz e Zermatt;

Mais informações: http://www.glacierexpress.ch/en/Pages/default.aspx. O link é em Inglês mas no site dá para mudar para Espanhol.  

  • Rocky Mountaineer – Vários percursos pelas montanhas Rochosas do Canadá;

Mais informações: http://www.rockymountaineer.com/en/ só em Inglês. 

  • Transiberiana – Atravessa de Oeste a Leste quase toda a Rússia, ou seja, da Europa a Ásia;

Mais informações: http://www.realrussia.co.uk/ só em Inglês. Brasileiros não precisam de visto para visitar a Russia, mas a maioria do mundo precisa. Caso o seu país necessite de visto para visitar a Russia, RealRussia Visa pode te ajudar.

  • The Ghan – Cruza o centro da Austrália pelo deserto, de Norte a Sul.

Mais informações: http://www.railaustralia.com.au/theGhan.php só em Inglês. 

Como já mencionado acima, para ter a lista completa e muitas fotos, dê uma olhada na minha página com as 10 mais incríveis viagens de trem do mundo!

 

Uma palavrinha sobre táxis

Vocês perceberam que eu não mencionei “táxi” quase nenhuma vez durante o meu texto?? Isso porque eu sou um pouco suspeito para falar sobre táxis simplesmente porque EU ODEIO PEGAR TÁXI!!!!

E mochileiro que é mochileiro não pega táxi!!

Antes de qualquer coisa eu gostaria de dizer que não tenho nada contra os taxistas em si. É uma profissão muito honrosa, perigosa e difícil, principalmente no trânsito das grandes cidades. Táxi existe em todo lugar do mundo e é um pilar essencial da rede de transportes de qualquer cidade. Mas podendo evitar….

Além da óbvia razão de ser MUITO mais caro que qualquer outro transporte público, existem alguns outros motivos pelos quais eu tento evitar táxi mais do que tudo na minha vida:

  1. Mesmo que você fale: “ah, mas táxi na Bolívia é tão barato”!! É, se táxi na Bolívia é tão barato,  imagina o quanto custo o ônibus na Bolívia!!! Eu cheguei a pagar R$ 0,35 por uma passagem de ônibus para um percurso de 15 minutos na Bolívia. Em outra viagem na Albânia eu paguei menos de R$ 3,00 por uma viagem de quase duas horas!! Baseado na minha experiência eu posso dizer que, se você está sozinho, o preço do transporte público é em média apenas 5 a 10% do valor total de um táxi para o mesmo trajeto. Isso é economia na veia!!!
  2. Pessoalmente eu me sinto um banana por não conseguir usar transporte público e ter que usar a opção mais fácil que é o táxi. Sou jovem, saudável, relativamente inteligente, então se a população local consegue sobreviver usando transporte público, por que eu não conseguiria?!?! Não sabe como o sistema de transporte funciona por lá?? Aprende!! É uma excelente escola de vivência e de saber como se virar em diferentes situações, além do prazer imensurável que você sente por sua eficiência em fazer o mesmo trajeto que outros viajantes, porem sendo 95% mais econômico;
  3. Pode ser bem perigoso!! Se você está em São Paulo eu até concordo que você tem chance de ser assaltado até em carro blindado. Mas na maioria dos lugares do mundo, mesmo países com problemas de segurança, você tem mais chance de pegar um taxista que pode te levar para uma bocada e te assaltar do que ser roubado em transporte público onde geralmente tem um monte de gente. Bater a carteira em ônibus ou trem até rola, já ouvi um monte de casos de mochileiros, mas pelo menos não há violência. Em muitos lugares os albergues te aconselham a não pegar táxis na rua, principalmente se você for mulher e está sozinha. Já ouvi menina me dizendo que prefere andar sozinha do que pegar taxi à noite;
  4. Se eles estão usando taxímetro, existe uma grande chance deles ficarem rodando com você um monte de tempo para aumentar a conta. No Rio de Janeiro essa prática era muito famosa. Também já ouvi de gringo que pegou um táxi na rodoviária de La Paz na Bolívia e rodou uns 20 minutos até chegar ao albergue. Depois ele foi dar uma volta andando e viu que a rodoviária ficava a 2 quadras do local!! Santiago do Chile é famosíssima por trambique de taxistas;Polícia Chicago
  5. Se o preço é fixo e você não tem ideia de quanto a corrida vai custar, ele pode cobrar até 300% a mais pelo simples fato de você ser um turista;
  6. Evitar a péssima sensação de que táxi, na maioria dos lugares turísticos do mundo, é uma forma legalizada de roubar dinheiro de turista;
  7. E por fim, andar de transporte público te dá o privilégio de realmente conhecer como é a vida do cidadão comum daquele lugar. De conhecer a cultura (como as pessoas se vestem ou se comportam) e olhar nos rostos dos trabalhadores para experimentar como é a vida no dia a dia do homem comum. Poder verificar como os governantes tratam e respeitam os seus governados, se o ônibus e metrôs são bons e limpos ou velhos e caindo aos pedaços.

O que é bem diferente de sair do aeroporto e pegar uma táxi com ar condicionado até sua acomodação e de lá pegar outro táxi até as atrações e aí uma van privada para viajar. Ver o mundo através de uma janela particular com ar condicionado é quase a mesma coisa que ver o mundo pela televisão.

 

Mas como toda regra há exceções baseadas na racionalidade da situação:

 

  1. Se você está em um grupo e dividir um táxi sai mais em conta, manda bala!!;
  2. Se você está cheio de malas, não dá para ficar andando com tudo isso e pegando ônibus lotado no horário de pico. Manda um taxão!!
  3. Se você está apertado no horário para pegar um ônibus, trem, avião, evento, atividade, etc… não vale à pena chegar atrasado por ter tentado economizar dinheiro…o barato acaba saindo caro;
  4. Existem trajetos onde simplesmente não há transporte público, aí vai táxi mesmo. Quando isso acontece, muitas vezes você tem a opção de dividir o táxi com outros passageiros;
  5. Se é tarde demais e o transporte público já não funciona mais…você não vai ficar congelando no meio da rua até as 5:00 da manhã esperando os ônibus voltarem a funcionar. Ninguém seria estúpido o suficiente para fazer isso….ups…
  6. Se você acaba perdido em uma área perigosa, está todo mundo te olhando e você tá sentindo que a coisa vai ficar preta… Para o primeiro táxi que você vir e saí de lá!! A mesma coisa ao contrário. Muitos albergues ficam no centro de grandes cidades que durante o dia são ótimos mas a noite o bicho pega. Se você vai chegar no albergue tarde da noite, melhor ir de táxi;
  7. Você está bebendo com uns amigos, pilhado para ir à balada. Se o transporte púbico é rápido e accessível (principalmente metrô), beleza. Mas você vai ficar esperando 1 hora pelo bumba no ponto de ônibus?? Até você chegar na balada você já estará sóbrio procurando um kebab para matar a fome para depois ir dormir. Nesse caso, táxi é bem mais recomendável;

 

Então caso você realmente precise pegar táxi, aqui vão algumas dicas, até de segurança:

 

  1. Sempre tente se informar se o táxi funciona com taxímetro ou se o valor da tarifa é negociado antes. NUNCA pegue um táxi sem negociar o valor antes caso ele não ligue o taxímetro;
  2. Para negociar o valor da corrida com o taxista tente se informar antes o quanto normalmente o povo local pagaria por aquela mesma corrida. Assim você tem uma ideia de valor para negociar e não ser entubado pelo taxista. Nunca aceite o primeiro valor, sempre negocie!!;
  3. Se o taxímetro funcionar e você quer evitar que o taxista fique rodando com você, tente ter um mapa em mãos e ter alguma ideia de onde você está e para onde você vai. Uma vez nas Filipinas eu literalmente sentei ao lado do motorista, abri o mapa e fiquei olhando as placas de rua e ao mesmo tempo perguntando onde estávamos. Fiquei fazendo isso o trajeto inteiro, tipo mala sem alça mesmo. Pelo menos ele sabia que eu estava esperto e ia questionar caso ele tentasse “passear” comigo;
  4. Quando for pagar, fique dentro do taxi até receber o troco. Uma vez em Santiago do Chile, eu paguei o cara, esperando troco, saí do carro e ele arrancou com a porta aberta;
  5. Mesmo assim o taxímetro pode estar adulterado, por isso sempre é bom ter uma ideia de quanto se paga por aquela corrida. Pergunte antes no albergue, ao seu anfitrião, amigo, galera na rua…qualquer um;
  6. Se as condições de segurança do local onde você esteja não forem ideais, evite pegar táxis na rua. Tente toma-los em pontos de táxi onde haja outros taxistas, ou entre em um hotel e peça para que eles chamem o táxi. Se for no aeroporto, pegue com empresas credenciadas. Deixe claro ao taxista que há pessoas que estão vendo você entrando no carro dele. Pegar um táxi muito bem vestido e ostentando pertences caros também não é uma boa tática.

Desculpem se parece um desabafo essa parte sobre táxis, mas é que eu já ouvi tanta estória horrenda sobre táxis pelo mundo e já vi tanto aviso em página de albergue sobre o quanto você deve ter cuidado com os taxistas locais que ter precaução com táxis ou evitá-los ao máximo nunca é recomendação demais. Se quiser mais dicas de como viajar com segurança, dê uma olhada na minha página sobre dicas de segurança durante as suas viagens

 

ADENDO: Ok, eu prometo que essa é a última dica sobre essa parte de transportes.

Como eu já disse na página sobre mim, problemas e imprevistos sempre acontecerão durante a sua viagem. E a parte de transporte é normalmente a que dá mais problema. Você pode não conseguir achar passagem, pode perder o trem, pode pegar o busão errado e parar no meio do nada, pode ser roubado por um taxista ou ter a carteira batida no metrô….ou seja, transporte provavelmente vai ser a sua maior fonte de dor de cabeça durante uma viagem. Uma boa pesquisa, preparação e organização podem evitar esses percalços. Mas como eu já disse antes, se realmente queremos evitar problemas de viagem, deveríamos ficar em casa vendo o mundo por detrás da tela de uma televisão ….eu prefiro viajar!!

E você, tem alguma outra boa dica sobre transportes econômicos durante a sua viagem??  Dê o seu testemunho na área de comentários ou escreva-me se ainda tiver alguma dúvida não esclarecida no texto e eu tentarei te ajudar da melhor forma possível. Não se preocupe, você não precisa se identificar ou colocar seu email para comentar.

Boas viagens!!

 

Para saber sobre as minhas ferramentas e aplicativos de viagem favoritos que me permitem viajar tanto e a um custo tão baixo, dê uma olhada na minha página especial sobre “81 Ferramentas e Aplicativos de Viagem.”

Se você quiser saber mais sobre novos artigos, conferir nossas últimas fotos, e ler sobre novidades, é só nos seguir aqui…

Facebook Icon  Instagram Icon  Twitter Icon  Google Plus Icon  Youtube Icon

….e cadastre-se abaixo para receber o nosso informativo:

Related Post from this Blog

2 Responses

  1. Andre
    Andre at |

    Valeu pelo post, Rodrigo!!
    Ė uma inspiração para viajar, assim como o blog do Tim Ferriss!

    Reply

Deixe uma resposta

Real Time Web Analytics