Como Planejar um Itinerário de Viagem (ou Mochilão) de A a Z

Primeira grande pergunta de quem quer fazer um mochilão: Planejar ou não planejar, eis a questão.

Alguns mochileiros dizem que o negócio é botar a mochila nas costas e sair pelo mundo sem destino certo.

Pode ser um esquema bem relaxado, sem pressa ou stress de manter um cronograma, e aberto a mais surpresas pelo caminho.No entanto, algumas vezes fazer o mínimo ou nenhum planejamento pode ser ainda mais estressante, algo que eu descobri quando eu não planejei com antecedência e tive que tentar encontrar acomodação em Jerusalém, durante a semana da Páscoa.

O que eu conclu é que, embora a idéia de ter total flexibilidade com a sua viagem é atraente para muitos, quanto menos você planeja, mais dinheiro você vai gastar. Isto é especialmente verdadeiro quando você estiver curto de tempo. Sendo assim, eu ainda sou da turma que acredita no bom preparo e organização para tentar tirar o máximo de proveito da sua viagem ao menor custo possível. E isso você só conseguirá ao se planejar antes, com cuidado para procurar as melhores passagens aéreas ou verificar quais os meios de transporte disponíveis e comparar preços para escolher a melhor opção. Ler com antecedência sobre os lugares para onde você estará viajando para não perder nenhuma atração turística. Ou simplesmente poder estimar com um certo grau de acuracidade quanto vai te custar toda essa brincadeira de mochilar.

Planejando um itinerárioAlém do mais, para mim o planejamento de uma viagem é uma das partes que também me da satisfação durante todo processo de uma viagem.

Ler sobre os países que se quer visitar, quais as atividades, atrações culturais e turísticas disponíveis e possíveis acomodações. Eu adoro tudo isso. A ponto de às vezes eu planejar possíveis viagens que na verdade eu ainda não fiz e nem tenho previsão de fazer. Mas já consigo imaginar o quão incríveis elas seriam.

E como já diziam alguns generais: “treinamento difícil, batalha fácil”. De uma forma mais pacífica podemos levar isso ao mundo das viagens. Quanto mais tempo você usar para se preparar e planejar a sua viagem, menos problemas e dor de cabeça e mais diversão você terá durante as suas aventuras pelo mundo. Sigamos à risca!!

Tenha certeza, planejar uma viagem é muito mais divertido e útil do que assistir à televisão!!

 

Quanto preciso juntar de dinheiro para viajar fazendo um mochilão?? 

 

Não vou entrar em números porque isso vai depender de uma infinidade de fatores específicos de cada viajante. A grosso modo, o quanto você vai gastar por dia depende de para onde você está viajando, que atividades você vai fazer, comida, que acomodação você vai escolher e quanto tempo você vai passar em cada lugar (quanto mais você mudar de cidade, mais vai gastar com transporte), além da passage de avião e seguro de viagem.

O que você pode fazer é “planejar” uma possível viagem a uma determinada região, somar o custo de tudo por estimativa e ver se cabe no seu orçamento.

Se você seguir todos os itens no menu “A Arte de Mochilar”, você chegará próximo a um valor real.

Se você verificar minhas três classificações para o custo por país abaixo, eu dou uma estimativa aproximada e pessoal de quanto gasto por mês, quando viajo para lá. Tenha em mente que essa é uma estimativa muito grosseira que eu basio no meu estilo pessoal de viagem, que podem ser significativamente maiores (se você fica em lugares mais confortáveis, come mais, etc.) ou significativamente menor (se você faz CouchSurf, pede carona, etc…) do que o quanto você possa gastar. Então, por favor, não fique com raiva de mim se você ficar sem dinheiro. Baseio esses números no quanto eu gasto me hospedando em albergues e hotéis de valor médio a baixo (sem Couchsurfing) que eu possa encontrar, usando o transporte mais barato possível (sem carona), cozinhando no albergue tanto quanto eu posso e, ocasionalmente, gastando mais para ver atrações ou fazer determinadas atividades que eu esteja realmente interessado.

Comece seu projeto de viagem seguindo os itens abaixo. 

 

Como escolho a região que vou visitar?

 

  • Orçamento 

 

Obviamente você pode mochilar na América do Sul e gastar uma fração do que gastaria mochilando na Escandinávia, então o orçamento vai fazer uma grande diferença na sua decisão. 

 

…. considerem os abaixo como muito baratos (pessoalmente, eu gasto cerca de USD $ 1000 / mês quando viajo nesses lugares),  lembrando que às vezes gasta-se muito com a passagem para chegar até lá:

  • América do Sul (Chile já está ficando meio caro, e eu considero algumas cidades do Brasil caríssimas);
  • América Central (com exceção das Ilhas do Caribe onde é mais caro e se locomover entre elas não é tão simples);
  • Europa do Leste, principalmente países que não tenham ainda aderido ao Euro ou estão fora da Comunidade Europeia. Dica: Ucrânia, Sérvia, Polônia e Montenegro ainda estão muito baratos e são lindos;
  • África em geral, mas recomendo para viajantes mais experientes;
  • Alguns países do Oriente Médio  que não são grandes produtores de petróleo (atenção à primavera Árabe!!);
  • Ásia Central, porém sem grande infraestrutura para turismo;
  • Índia;
  • Sudeste Asiático (meca dos mochileiros internacionais depois da Europa e Austrália). 

 

… considerem os abaixo como muito baratos (pessoalmente, eu gasto cerca de USD $ 1800 / mês quando viajo nesses lugares)

  • Estados Unidos;
  • Canadá;
  • Europa Ocidental;
  • Oceania (principalmente Austrália com o “boom” da mineração);
  • Coréia do Sul;
  • Parte dos países do Oriente Médio.

 

… considerem os abaixo como extremamente caros (pessoalmente, eu gasto cerca de USD $ 2500 / mês quando viajo nesses lugares)

  • Países Escandinavos;
  • Suíça;
  • Japão; Se você leu o meu artigo sobre o Japão, sabe porque eu o tirei dessa lista. 
  • Algumas Ilhas Exóticas pelo mundo;
  • Alguns países no Oriente Médio (principalmente os grandes produtores de petróleo);
  • Bom….e o Butão se você conseguir entrar lá.

 

Lembrando-se que, normalmente, quanto mais caro um país mais infraestrutura e facilidade para se viajar, enquanto que os países baratos muitas vezes demandam mais jogo de cintura do viajante….o que me leva ao próximo ponto….

 

  • Quão confortável você é com mochilão

 

Se esta é a sua primeira viagem de mochila, eu não recomendo que você viage para lugares como El Salvador ou a Índia, onde a viagem pode ser bastante difícil. Em vez disso, eu recomendo que você “se teste” em um lugares como a Austrália ou Europa Ocidental para a sua primeira vez. Se você estiver com um orçamento apertado, mas também gostaria de viajar em um lugar “confortável”, eu recomendo Europa central; Países como a República Checa, Hungria e Polônia são modernos, adoráveis, e não vão deixar você quebrado! Para Brasileiros, Argentina e Uruguai são uma boa opção para primeira mochilada.

 

  • Onde eu gostaria de visitar

 

Isso é bem óbvio, se o seu sonho é conhecer Machu Picchu, vá a Cuzco. Se você quer conhecer a Torre Eiffel, vá a Paris. 

 

  • Se conseguir uma promoção de passagem para lá 

 

Às vezes você encontra aquela promoção de passagem na temporada baixa ou alguma promoção de milha para algum lugar que você nem estava pensando em ir, mas como para mim não existe viagem ruim se o preço for bom, eu acabo indo. Eu sempre encontro algum tipo de promoção, até porque sou meio rato de internet e adoro ficar procurando promoções de passagem quando sei que daqui alguns meses eu terei férias. Algumas vezes, acho que esse é um dos principais determinantes para decidir para onde vou viajar. 

Falo mais sobre passagens na minha página como economizar com passagens. 

 

  • Tipo de viagem 

 

Existem vários tipos de viagens que podem ser feitas por um mochileiro. Em geral, pessoas que querem mais cultura escolhem a Europa, compras, os Estado Unidos, aventura pode ser em todo lugar e América do Sul, África, Oceania e Sudeste Asiático são grandes atrativos. Nos Estados Unidos também pode-se fazer muita aventura, só tem que sair do eixo preferido dos brasileiros Flórida / Nova York. 

 

  • Machu PicchuSe tenho amigos que queiram ir para a mesma região comigo ou estou indo visitar alguém

 

É sempre complicado encontrar bons companheiros de viagem que queiram fazer o mesmo itinerário e que tenham o mesmo tempo livre que você. Sem falar que gostem das mesmas coisas, etc…

Fiz uma vez uma viagem de 1 mês com um grande amigo, passamos bem, mas tivemos nossas desavenças e acho que se a viagem fosse um pouco mais longa as coisas iam começar a ficar “desconfortáveis”.

Pessoalmente eu já viajei muito com amigos e sozinho.

Sempre tento ir com um amigo, mas de forma alguma deixo de viajar se não encontro alguém, até porque sei que vou conhecer muita gente durante a minha viagem e que eventualmente vamos acabar viajando juntos por algum tempo. E como para mim um dos principais motivos para viajar é conhecer outras pessoas e a sua cultura, acabar viajando com pessoas novas se torna uma experiência única e se não der certo vocês podem se separar quando quiserem. 

 

  • Se o tempo de viajar vale à pena para aquela região

 

Parece confuso mas eu explico. Se você tem 1 mês para viajar eu não acredito que ir para Aruba seja a melhor opção, é uma ilha pequena e você acabaria desperdiçando todo esse tempo lá. Seria melhor ir para Europa por exemplo.

Mesma coisa se você tem apenas 5 dias de férias e for para o Japão. É muito pouco tempo de proveito comparado com e tempo e dinheiro que você vai gastar com o voo. 

 

  • Racionalização dos países que vou visitar

 

Bom, o meu esquema é voar para certa região e lá utilizar transporte terrestre o máximo possível, indo de cidade em cidade (que escolherei depois) sem pular países (assumindo que eu tenha tempo para isso), até porque eu gostaria de conhecer o máximo de países possíveis, uma vez que acredito que todos tenham algo de interessante a mostrar.

Por exemplo: Ao invés de ir da Espanha para França direto, dê uma passada em Andorra. Para falar a verdade, tem muita gente que nem sabe que esse país existe, mas é muito bonito e fica no meio dos Pirineus…além de, literalmente, aprender algo novo sobre países na Europa. Outro exemplo é indo da Suíça para Áustria. Dê uma parada em Liechtenstein, um micro reinado no meio dos Alpes que é muito utilizado como paraíso fiscal….é um país de conto de fadas no meio da Europa e sim, ele existe e vale à pena ser visitado. 


 

Dica sobre visto:

Todos sabem o saco e a dor de cabeça que pode ser o processo de obtenção de visto. Mas há obviamente países que não pedem visto a brasileiros. Para se ter uma ideia, atualmente na Europa só a Bielorrússia e a Moldávia pedem visto a brasileiros. Ou seja, você pode visitar todos os outros países europeus sem visto!! Então não deixe que o problema do visto te impeça de viajar. Mas não só se você precisa de visto mas por quanto tempo você pode ficar lá sem visto, como a área de Schengen na Europa, onde Brasileiros só podem ficar no máximo 3 meses dentro de 6 meses. 

Na verdade você nem precisa do passaporte para fazer uma viagem internacional incrível. Somente com o RG (carteira de identidade, não vale a CNH) você pode visitar quase todos os países da América do Sul com exceção de Guiana, Suriname e Guiana Francesa.

Para saber que países exigem vistos para brasileiros ou para qualquer cidadão de outra nacionalidade eu uso um site muito conveniente: http://www.visahq.com.br/Você coloca a sua cidadania e qual o país que pretende visitar. O site te dá o resultado dizendo se você precisa de visto como turista ou não. Se precisar, você pode utilizar esse site para fazer o processo, usar um despachante ou fazer pessoalmente através do site do consulado no Brasil, do país que você vai visitar. 

 

Uma vez decidido que região vou viajar, como escolher que cidades e atrações visitar?? 

 

Agora estamos partindo do princípio que você já tenha definido a região para onde você esteja indo viajar e a duração dessa viagem.

Eu uso a soma de diversos recursos para definir o itinerário dentro de um país ou em uma região com diversos países. 

  • Blog’s (como o meu )
  • Guias;
  • Recomendações;
  • Wikitravel.org;
  • Número de albergues (você verá porque isso é importante mais abaixo).
  • Blogs 

 

Bom, na verdade o meu blog não é sobre que lugares visitar em determinados países. Também fala muito pouco sobre países, cidades ou regiões específicas a não ser na parte do meu blog Caminhos Alternativos que é mais sobre como chegar de um determinado lugar a outro, quando esse percurso é meio complicado ou fora do habitual para viajantes.

Ele é mais um site de viagens em geral que serve para qualquer viajante e para qualquer lugar do mundo, porém, mais focado em mochileiros.

Mas existem Blogs que são específicos por região, país ou até mesmo cidades, com itinerários prontos, feitos por pessoas que muitas vezes moraram lá e sabem a fundo sobre as melhores dicas. Simplesmente google “blog sobre_______”Macacos em Bali

  • Guia 

 

Um dos métodos mais fáceis e confiáveis de definir que lugares visitar em um país é através de um guia de viagens. Existem vários por aí. Se você vai dar só uma passada na Itália, um guia geral da Europa seria suficiente para te indicar os lugares que você não pode perder em uma curta viagem à Itália. Se você quiser passar um mês inteiro ou mais por lá, um guia específico da Itália seria mais conveniente.

Você pode até ter o guia no computador, mas ter o livro físico com você é bem mais prático e excelente para ler durante longas viagens de onibus ou filas de museus. Você pode encontrar alguns guias usados em bibliotecas e até albergues. Mas atenção pois preços e horários presentes nos guias podem ter mudado. Se você que comprar um novo, pode-se encomendar via sites ou livrarias.

Eis alguns exemplos dos guias mais conhecidos (não sei se todos existem em Português):

– Lonely Planet: http://www.lonelyplanet.com Você também pode comprar direto na página deles. Para ser honesto, Lonely Planet é o principal e maior guia de viagem que existe atualmente. 

– Rough Guides: http://www.roughguides.com/

– Let’s Go: http://www.letsgo.com/

– Frommers: http://www.frommers.com/

– Fodors: Você pode comprar direto com eles no site http://www.fodors.com/ com entrega gratis (dá para selecionar a língua português abaixo e a direita no site).

 

  • Recomendações 

 

Isso é básico. Seu amigo viajou pela Bolívia e teve uma viagem perfeita, pergunte a ele qual foi o itinerário e faça o mesmo. Talvez adicionando lugares que te interessaria mais e cortando o que não te agrada. Algumas vezes você pode encontrar pessoas durante as suas viagens que te darão dicas excelentes e você pode incluir no seu itinerário durante a viagem. 

 

  • Wikitravel.org 

 

http://wikitravel.org/pt/P%C3%A1gina_principal (Português)

http://wikitravel.org/en/Main_Page (Inglês)

 

Eu prefiro usar em inglês porque é sempre mais completo e há muito mais cidades e regiões no repertório do que na versão em português.

Para tradução você pode utilizar o navegador Google Chrome https://www.google.com/intl/pt-BR/chrome/browser/ e traduzir a página inteira para o português ou se você não tiver esse navegador, utilizar o tradutor do Google para traduzir partes do texto http://translate.google.com.br/ . 

O Wikitravel.org é o primeiro método que uso para definir o que visitar em um país, cidade ou lugar. Ele é como se fosse uma página na Wikipédia, mas voltado para destinos de viagens. Ele te dá todas as informações importantes sobre o seu destino de escolha que te ajudarão a decidir se você realmente quer visitar esse lugar e o que você deve ver e fazer por lá. Além disso, te dá outras informações interessantes como:

  1. História;
  2. Geografia;
  3. Cidades;
  4. Outros destinos;
  5. Como chegar (avião, ônibus, trem, barco);
  6. Transporte interno;
  7. Sobre a língua;
  8. Cultura;
  9. Comida;
  10. O que você deve visitar (perfeito para criar um itinerário);
  11. Que atividades fazer;
  12. Compras;
  13. Festas;
  14. Noite;
  15. Festivais;
  16. Para dormir (pode estar desatualizado, confira na minha página sobre acomodação);
  17. Se quiser estudar;
  18. Se quiser trabalhar;
  19. Segurança;
  20. Saúde;
  21. Respeito (em outras palavras, como não ofender os locais). 

Juntamente enquanto leio o Wikitravel eu tenho um mapa do país aberto no Google https://maps.google.com/ assim eu posso ver no mapa onde ficam os lugares que eu defini que visitarei para poder racionalizar o meu itinerário. Vejo onde fica a cidade que chego e qual é a próxima parada e assim por diante, evitando sair fora de mão.

Então a ideia é tentar fazer um itinerário de uma forma racional, como um quadrado ou círculo, para não fazer ziguezagues e gastar mais com transporte.

Eis um exemplo de uma viagem que fiz há muito tempo.

Com Planejar uma Vigem ou Mochilão

 E como ela poderia ter sido feita da maneira menos eficiente.

Com Planejar uma Vigem ou Mochilão


A presença de transporte acessível “de e para” é importante também, pois não adianta nada você ir para uma cidade e depois não conseguir sair de lá para o seu próximo destino no dia e horário planejado porque não havia transporte disponível. 

 

  • Passeios e roteiros organizados

 

Embora talvez você não quer ir em uma excursão organizada, basta fazer uma rápida pesquisa no Google de “tours + nome do país” que vai lhe dar algumas idéias de possíveis itinerários. Você pode até mesmo ser mais específico sobre o tempo. Se você só tem uma semana na Polônia, por exemplo, você pode pesquisar no Google “tours uma semana na Polônia” ou “uma semana Polónia itinerário” para ver o tipo de lugares que estes passeios passam a encontrar lugares que possam ser de interesse para você para que você possa fazer o mesmo.

 

Essas são algumas das melhores empresas de excursão do mercado:

 

Intrepid travel logoIntrepid

Para aqueles que querem explorar o mundo mas não querem faze-lo de forma independente e preferem a comodidade de fazer uma viagem organizada, a Intrepid é perfeita para você. Eles oferecem cerca de 800 itinerários por todo mundo onde você viaja em pequenos grupos com muita aventura e pouca frescura.

 

 

G Adventures logo

G Adventures

A G Adventures é a maior empresa de viagens para pequenos grupos no mundo. E assim como a Intrepid, ela também é focada em viagens de aventura a um custo relativamente baixo. Dê uma olhada em suas centenas de itinerários para ver se não há um que te atraia.

 

 

contiki logoContiki

A Contiki é uma empresa que organiza viagens para grupos de 18 a 35 anos de idade. E vamos ser honestos aqui. Se você já viajou com a Contiki ou já teve um(a) amigo(a) que já viajou com eles, você já sabe da fama. Com a Contiki, não é incomum um dia de visitas a atrações turísticas pela Europa ou Austrália terminar em muita festa e bebida. Não é por acaso que alguns a chamam de Sextiki. Não se baseie em minha opinião sobre isso, é só pesquisar na internet. Isso não significa que se vocês forem um casal e queiram explorar o mundo usando a Contiki, vocês não vão aproveitar. Mas se você é solteiro(a) e quer além de viajar, conhecer pessoas de outros países e fazer muita festa, a Contiki pode ser a empresa de turismo ideal para você.

* Não há nada de errado em viajar de excursão em grupo. Basta lembrar que você pode quase que com certeza viajar bem mais barato se você o fizer de forma independente. Não deixe de dar uma olhada em todas as páginas do meu site para ver como você pode viajar de uma forma mais econômica. Você também pode ler a minha página sobre que atividades fazer durante as suas viagens se você está se organizando sozinho.

 

  • Número de albergues por cidade

 

Esse é um recurso que uso no início do planejamento de uma viagem para ter uma ideia de que lugares em um país poderiam ser visitados e depois fazer uma pesquisa mais a fundo. Esse recurso é especialmente ideal se você tem pouco tempo em um país e só que ver as atrações principais.

Há um recurso muito interessante do Hostelworld que basicamente coloca todos os albergues disponíveis em um país dentro do seu mapa, assim você fica sabendo quais cidades possuem acomodação de mochileiro, facilitando assim a construção do seu itinerário. 

  1. Clique no link acima. Ele vai te dar uma lista de países por continente;
  2. Acho o país que você quer, como o Equador na América do Sul;
  3. Vai aparecer o mapa abaixo.

No exemplo abaixo eu peguei o Equador, http://www.brazilian.hostelworld.com/Hostels/Equador .

Com Planejar uma Vigem ou Mochilão

Lá você pode observar todos os lugares onde há albergues no Equador e clicando em um desses lugares ou cidades eles te dão o número de albergues disponíveis naquele lugar.

Sem nunca ter lido nada sobre um determinado país eu posso definir quais as regiões mais populares pelo número de albergues. Se em Montañita há 5 albergues para um país como o Equador é porque deve ser uma região relativamente interessante. Mas se você estiver olhando na Espanha e o lugar ou cidade só tiver um albergue é porque provavelmente não é um lugar muito turístico ou não há atrações e atividades interessantes à sua volta. Afinal, a Espanha é um dos países que mais atrai viajantes no mundo e uma cidade com apenas um albergue deve ser para aqueles que se perderam no lugar errado. Porém, algumas vezes, esses são os melhores lugares para se conhecer se você está buscando algo não muito turístico. 

Lembrando que o uso desse recurso é muito básico e superficial mas bom para tirar a prova. Se você já preparou seu itinerário dentro de um país e ficou de fora uma cidade lotada de albergues é porque alguma coisa interessante você está perdendo. Mas no final das contas, o que é considerado uma boa atração vai de cada um.

 

Mas como eu posso organizar o meu itinerário?? 

 

Muita gente simplesmente anota em um pedaço de papel, agenda ou caderno. Eu prefiro colocar no computador fazendo um arquivo. Se viajo com computador o arquivo estará lá, senão eu me envio um email com o arquivo anexado e o abro quando precisar. O caderno serve como um adendo depois que eu já preparei o itinerário no computador.

Apesar de parecer coisa de “planilheiro” eu gosto de usar Excel para organizar tudo na minha vida e viagens é uma dessas coisas. Se você não tem o Excel por ser muito caro, você pode baixar e instalar o OpenOffice que é de graça: http://www.openoffice.org/ 

O que eu faço é um itinerário “bruto” no começo, com as cidades / locais que eu gostaria de visitar, colocando de 2 a 3 dias em cada cidade (porém tem gente que gosta de viajar mais devagar….vai da preferência de cada um) e depois um mais específico, com os dias exatos que eu gostaria de visitar em cada local, mais 10% a 15% de dias livres no total da viagem. Assim você tem a liberdade de ficar mais tempo em um lugar que gostou ou se perdeu um ônibus, por exemplo. 

Esse é um exemplo de uma viagem que eu fiz na Europa e como eu me organizei:

Com Planejar uma Vigem ou Mochilão

Eu gosto de usar cores para ressaltar finais de semana, dias de voo, se eu já tenho casa de amigo para ficar e algumas outras anotações.

  1. Coloca o dia da semana, a data, o país e a cidade. Na última coluna coloco anotações específicas do lugar, se precisar;
  2. Eu coloco no dia exatamente o lugar onde vou dormir. Ou seja, se no dia 09/05/2012 eu passar o dia todo em Mostar na Bósnia mas dormir em Split na Croácia, eu coloco Split na frente da data. Se é uma viagem noturna de trem, coloco TREM na frente da data;
  3. Esse foi o meu itinerário final, mas como já mencionei gosto de colocar uns dias livres no meio dele para deixá-lo maleável. Não significa que usarei o dia livre exatamente na data marcada, mas sei que posso jogá-lo para adiante se ainda não o usei. Também posso pegar um dia livre que seria daqui a algumas semanas e usar hoje caso eu esteja em uma cidade incrível e queira passar mais um dia por lá. Basicamente, mesmo que as datas sejam flexiveis, a ordem das cidades não é (afinal, normalmente eu tento planejar a ordem das localidades da forma mais prática possível);
  4. Eu marco em verde os dias que tenho voos agendados. Isso porque mesmo que eu desencane, não siga em nada esse itinerário e mude tudo durante a viagem, eu sei, por exemplo, que no dia 16/06/2012 TENHO que estar em Helsinki na Finlândia para pegar um voo. Sendo assim, sei que se eu bagunçar todo o itinerário durante a minha viagem, eu terei que mover montanhas para estar lá na data correta pois se perder o voo, o prejú será grande;
  5. Se você colocar essas cidades no mapa verá que seguem quase uma linha de Sul a Norte e depois de Leste a Oeste com pequenas variações. Ou seja, não fico indo e voltando ao mesmo lugar.

 No final há variações que fogem ao padrão de um itinerário racional para se adaptar a eventos particulares. Eu saí da Islândia, cruzei toda a Europa para ir à Ucrânia porque tinha a Eurocopa e eu ia encontrar com amigos por lá. Depois voei da Ucrânia para Itália porque encontrei uma passagem barata para esse trajeto e porque o meu voo para o Brasil saía de Milão.

Em suma, a presença de eventos com datas específicas, visita a amigos e passagens aéreas de baixo custo a aeroportos alternativos são os meus principais motivos para tirar um itinerário de um formato racional para um formato mais errático. 

 

Uma vez definidas as cidades que visitarei, como defino o que exatamente eu farei por lá?? 

 

Sobre como planejar as atividades que você vai fazer em uma determinada cidade, além de pesquisar Blogs, Guias, Wikitravel e outras fontes de informação já mencionadas acima, você pode dar uma olhada na minha página que atividade fazer durante a sua viagem onde dou dicas gerais que servem para a maioria das cidades do mundo. 

Para as outras fases do planejamento de uma viagem do tipo, como preparar a sua mochila, seguro de viagens, dinheiro, comida, acomodação e tudo mais, é só ir ao menu principal do site, clicar em A Arte de Mochilar e todas as opções de informações para que você planeje uma excelente mochilada vão aparecer.

Aventura com organização é sempre o melhor negócio!! 

 

DICA EXTRA:

  • Se você estiver indo viajar por um longo tempo (algo como vários meses ou mais), adicione alguns dias livres extras. Você ficaria surpreso como uma viagem assim pode ser desgastante e, ocasionalmente, é bom ter um dia apenas para recarregar as baterías, relaxar, ou cuidar de qualquer coisa que você possa precisar (como lavar a roupa ou mandar aquele e-mail para a sua mãe que você está adiando por mais de um mês);
  • Esteja atento à distância entre os lugares que você vai viajar. Às vezes, a distância entre duas cidades que você deseja ir vai ser longa o suficiente para que você passe dia inteiro viajando para chegar lá. Se você não estiver preparado para isso ou não contar com estes “dias de transporte” em seu itinerário, você pode acabar tendo que pular outras coisas no seu itinerário para espremer essa viagem de ônibus;
  • Não tenha medo de viajar no seu próprio ritmo. Enquanto algumas pessoas gostam de tentar atingir o máximo de países e cidades que puderem em uma mesma viagem, outros gostam de levá-la de forma mais lenta e realmente conhecer melhor um menor número de lugares. Viage da forma que te convenha.

Bom, essa página é o primeira passo de muitos outros na Arte de Mochilar que te ajudarão a planejar o seu mochilão. Espero que tenham apreciado, aprendido algo novo e se inspirado a viajar pelo mundo com uma mochila nas costas. Comente, critique, ajude-me a melhorar o site para que outros também tenham a melhor informação possível sempre. Escreva-me se você ainda tem alguma dúvida não esclarecida que tentarei respondê-la da melhor forma possível. Não se preocupe, você não precisa se identificar ou colocar seu email para comentar. No demais……

Boas viagens!!

 

Está planejando a sua próxima viagem?

 

simbolo cruz vermelha Então não se esqueça de adquirir um seguro de viagem! Você não quer ficar na mão caso fique doente e ou sofra um acidente durante suas férias. Nossa página com os 3 Melhores e Mais Baratos Seguros de Viagem do Mercado pode te ajudar na escolha do melhor seguro para você além de possuir cupons de desconto para as maiores seguradoras!

 

simbolo hotel azulJá reservou o seu hotel ou albergue? Se não, o nosso artigo com Os 6 Melhores e Mais Baratos Sites para Encontrar a Sua Acomodação de Viagem pode te ajudar nesta processo. Lá você também encontrará promoções e códigos de desconto.

 

simbolo avião laranjaAinda não comprou a sua passagem aérea e quer economizar? Dê uma olhada na nossa página com 17 Dicas de Como Economizar na Passagem Aérea onde você também encontra os 4 melhores sites para comprar seus voos

 

simbolo carro azulE finalmente, vai precisar alugar um carro para sua viagem? Então com certeza a nossa página com Os 5 Melhores e Mais Baratos Sites para Comparar e Alugar Carros Pelo Mundo vai te ajudar na escolha e a economizar.

 

Para conhecer minhas outras ferramentas e aplicativos de viagem favoritos que me permitem viajar tanto e a um custo tão baixo, dê uma olhada na minha página especial sobre “81 Ferramentas e Aplicativos de Viagem.”

Se você quiser saber mais sobre novos artigos, conferir nossas últimas fotos, e ler sobre novidades, é só nos seguir aqui…

Facebook Icon  Instagram Icon  Twitter Icon  Google Plus Icon  Youtube Icon

….e cadastre-se abaixo para receber o nosso informativo:

Related Post from this Blog

12 Responses

  1. Ione
    Ione at |

    Oi Rodrigo, adorei o seu espaço, achei suas informações muito claras e objetivas. Tenho visitado muitas páginas de pessoas que viajam e elas geralmente se detém mais em compartilhar vivências do que em fornecer informações de planejamento, o que você faz aqui com maestria.

    Reply
  2. Fábio Machado
    Fábio Machado at |

    Velhinha, ficou show seu blog!!! muito bom!!! abs

    Reply
  3. Jackson Monteiro
    Jackson Monteiro at |

    cara, com esse tanto de informação, qualquer um fica doido pra pegara mochila e ir embora

    fico imaginando a 20 anos atras, sem internet, com o a turma fazia…

    se voce já é considerado um baita aventureiro, esse povo “old school” era simplesmente maluco, pq nao tinha esse tanto de informação como eu posso pegar aqui com a bunda na cadeira e ae condicionado na cara hehehe

    belo site, parabens!

    Reply
  4. Emanoel Evangelista Peixoto
    Emanoel Evangelista Peixoto at |

    Parnamirim-RN, 29 Ago. 2015-Sáb. Bom Dia ou Boa Noite!… Li toda sua informação com relação a Viagens pelo ‘Mundo Afora’; apenas lamento dizer-lhe que não me encaixei no seu ‘Perfil’, de um Verdadeiro Aventureiro, mas tudo bem; não pretendo, com isso reprovar sua forma de ser, é claro. Porém, diante de tudo isso que li a respeito de suas experiências pelo Mundo, gostei do teor informativo, no geral, de seu “Blog”, porque transmites de maneira lógica e prática suas experiências. Apenas tenho a te informar e ressaltar não poder fazer o mesmo que fazes, devido minha idade, em que me aproximo dos sessenta anos (estou com 58 a.) e, já tenho não tenho mais ‘pico’ para tal. Portanto, gostaria de te informar que pretendo fazer minha primeira viagem à Europa, entrando pela ‘Porta de Entrada’ do Velho Continente (Portugal); mas isso, almejo fazer praticamente em ‘Família’, com meu irmão, minha irmã e a filha dela, por isso, essa minha exposição do que pretendo, devido eu não está ‘sozinho’ para essa ‘Aventura’. Gostaria, se possível for, que Você me desse uma dica, de como eu colocar isso em prática e, se com apenas R$20.000,00 (Vinte mil reais), eu conseguiria realizar esse intento, passando, no máximo, uns 20 dias em Portugal e, de lá, conhecer, sem muito ‘stress’ e correria, algum outro país, de preferência, fronteiriço, com Portugal, como por exemplo, Espanha, França ou até mesmo Alemanha. De antemão, agradeço qualquer informação que me possa dar. Muito obrigado pela atenção e um Bom Final de Semana!… Almejo fazer essa Viagem lá para o dia 05 Fev. 2016 e voltar em 20 Fev. 2016.

    Reply
  5. Marcelle
    Marcelle at |

    Ei, me explica uma coisa que nunca entendo nesses sites como o seu. Como faz para viver no País dos outros sem a cidadania? Como vc decide para onde ir e como faz para que o País te “receba”? Obrigada e boa viagemmmmmm

    Reply
  6. Luana Lazarini
    Luana Lazarini at |

    hahaha fiquei chocada como “me vi” nesse post. É tão legal quando uma pessoa tem os mesmos pensamentos que você 🙂

    Minha amiga diz que eu sou a louca da tabela e fica pasma com a minha organização e pesquisa antes de uma viagem e como consigo ser flexível ao mesmo tempo!

    Deve ser legal viajar contigo!

    Abraço!

    Reply

Deixe uma resposta

Real Time Web Analytics