6 Responses

  1. San Martin
    San Martin at |

    Fiquei interessado em conhecer vários desses lugares listados no artigo. Entretanto, tenho uma dúvida que talvez vocês consigam sanar: nos meses de abril ou maio, que é quando pretendo ir, existe algum festival/festa popular/parada na Coréia do Sul?

    Reply
  2. guilherme vargas
    guilherme vargas at |

    Oi Nikki, tudo bem? Estou indo para Coréia do Sul em fevereiro de 2018. Li o post sobre a visita a DMZ, mas fiquei com dúvidas sobre a empresa indicada (http://www.koridoor.co.kr/). Afinal, qual é o programa deles mais completo para visitar a DMZ?

    Reply
    1. Rodrigo @ OutofYourComfortZone
      Rodrigo @ OutofYourComfortZone at |

      Oi Guilherme, tudo bem? É a Nikki! Estou estou respondendo pelo perfil do Rodrigo, mas sou eu! 🙂

      Que legal! Vai aproveitar!

      Certo. O programa ideal deles para melhor conhecer a Zona Desmilitarizada é o “DMZ/JSA & 3rd Tunnel Tour (Seoul)” que foi o mesmo que fizemos.

      Nele você vai sair de Seul de ônibus e vai até um observatório de onde você poderá ver uma vila dentro da Coreia do Norte e também explorar objetos e exposições sobre a Coreia do Norte.

      Depois, você irá visitar a estação de trem Dorasan, construída para unificar as linhas de trem entre a Coreia do Sul e a do Norte.

      De lá, você ira ao terceiro túnel, um dos vários pelos quais os Norte Coreanos tentaram se infiltrar na Coreia do Sul.

      Finalmente – o que eu acredito foi o ponto alto do dia – você irá ao campo BONIFAS que é uma base militar conjunta dos Estados Unidos, Coreia do Sul e Nações Unidas e irá visitar a JSA “Joint Security Area”. A foto que tem no artigo é desse lugar. E você literalmente poderá pisar na Coreia do Norte e ver os soldados Norte Coreanos, além de ver mais uma vila e algumas explicações dos soldados Americanos.

      Depois disso, você volta para Seul. Acho que esse tour é sem dúvida aquele mais completo que te propicia mais informações e experiências legais sobre a Zona Desmilitarizada.

      NOTA IMPORTANTE! Tente agendar e comprar o seu tour com o máximo da antecedência pois eles lotam rápido e há semanas e até meses onde não se encontra lugar algum.

      É também importante ir vestido de maneira adequada, levar passaporte e obedecer aos soldados Americanos quando eles disserem que não é para tirar foto!

      De resto, foi um tour super interessante e eu sugiro com certeza!!

      Aproveite Guilherme e qualquer outra dúvida, é só falar!

      Nikki

      Reply
  3. Alynne
    Alynne at |

    Olá! Estava lendo seu blog sobre 13 lugares para se visitar na Coréia do Sul. Eu vou fazer uma viagem de 2 semanas no Japão e 2 semanas na Coréia do Sul no inicio do ano que vem. Eu li que você pegou o ferry na coréia. Você se importaria de me dar dicas sobre o ferry porque eu realmente não entendi como funciona na Coréia. Se o custo/benefício vale a pena. Se é seguro.. enfim…. Eu até vi que tem ferrys do Japão para Coréia e fiquei muito interessada em pegar, mas não entendi nada também. Me ajude por favor, rs. Só de você me dar qualquer dica dos ferrys na coréia já vai me ajudar. Obrigada! ;D

    Reply
    1. Rodrigo @ OutofYourComfortZone
      Rodrigo @ OutofYourComfortZone at |

      Oi Alynne, tudo bem? Desculpe a demora mas eu estava que meio que na estrada! 🙂

      Mais ou menos. Na verdade eu peguei ferry na Coreia do Sul só para ir à Ilha de Ulleungdo (opção número 10 do artigo), pois lá não tem aeroporto.

      Para ir da Coreia ao Japão ou do Japão à Coreia, eu recomendo voar mesmo pois é bem mais barato e rápido. Eu mesmo voei de Osaka no Japão para Seul na Coreia usando a Peach Aviation. Eles são super baratos! Mas pode haver outras opções de companhias aéreas também com preços bons. É só pesquisar. Se você tiver dúvida de quais sites usar para pesquisar, o meu artigo com 17 dicas para economizar na passagem aérea tem 4 sites que eu uso sempre para pesquisar e comprar passagem.

      E entre Seul e a ilha de Jeju, eu também recomendo voar pois é MUITO barato. Alias, é uma das rotas aéreas mais movimentadas no mundo com um número gigantesco de voos diários entre as duas cidades.

      Ou seja, você só toma ferry na Coreia do Sul se quiser ou se for para a Ilha de Ulleungdo, senão não precisa.

      Se ficou ainda alguma outra dúvida, é só falar.

      Boa sorte Alynne!

      Reply

Deixe uma resposta

Real Time Web Analytics